Doria conhece novos armamentos da PM

Foto - Governo do Estado de São Paulo

Com investimento de R$ 119,5 milhões, modernização do arsenal compreende novas pistolas, fuzis, armas de incapacitação neuromuscular, metralhadoras, coletes e munições

O Governador João Doria conheceu, na tarde desta quinta-feira, 20 de fevereiro, o novo e moderno armamento adquirido pela Polícia Militar de São Paulo. Acompanhado do Secretário da Segurança Pública, General João Camilo Pires de Campos, do Comandante Geral da PM, Marcelo Vieira Salles, e do Tenente-Coronel Marco Valério, do Centro de Material Bélico da Polícia Militar, Doria reforçou a importância do investimento, para que a Polícia de São Paulo seja uma referência internacional tanto na adoção de boas práticas quanto na qualidade de seus equipamentos.

“Quando fui eleito, eu prometi que as policias de São Paulo seriam as mais bem equipadas do país. Equipadas para proteger e defender as pessoas de bem. Equipadas para proteger também os policiais. Equipadas na tecnologia, nas inovações, para prevenir o crime. E é justamente isso que estamos apresentando aqui”, afirmou Doria.

Foto - Governo do Estado de São Paulo

Com investimento de R$ 119,5 milhões, a modernização do arsenal das forças públicas de segurança do Estado de São Paulo, promovida pelo Governo do Estado, é responsável pela aquisição de 50 mil pistolas .40; 1,3 mil fuzis e 1 mil armas de incapacitação neuromuscular. Está em andamento a fase de testes para a compra de 10 metralhadoras leves e estão previstas ainda licitações para compra de 1 mil submetralhadoras, 4 mil coletes de proteção balística, dois fuzis de precisão (Sniper) e munições, tanto para os fuzis de precisão quanto para calibre 12.

Os fuzis adquiridos são plataformas modernas utilizadas em operações de segurança na atualidade. Enquanto o fuzil .556 é mais leve e apropriado para operar em ambientes urbanos, o .7,62 dispara projéteis maiores e capazes de percorrer distâncias mais longas. Trata-se de uma arma de apoio, principalmente para os Batalhões de Choque e para os Baeps, unidades ligadas ao enfrentamento do crime organizado.

Confira no vídeo:

Publicar um comentário

0 Comentários