Secovi-SP e sindicatos de trabalhadores firmam Termo Aditivo Emergencial à Convenção Coletiva


Adotada mediante a pandemia de Coronavírus (COVID-19), medida regula as relações trabalhistas durante período específico

Atentos à crise provocada pela pandemia mundial do novo Coronavírus (COVID-19) e às suas repercussões diretas nas atividades empresariais e laborais, empresas e trabalhadores da categoria imobiliária discutiram, por meio de suas lideranças sindicais, alternativas para a preservação da atividade econômica no setor e do maior número possível de postos de trabalho, diante do cenário atual que, certamente, trará consequências para todos os setores produtivos e para toda a sociedade.

Nesse sentido, cientes das suas responsabilidades e procurando oferecer algum equilíbrio e segurança jurídica, o Secovi-SP e os sindicatos que representam os profissionais espalhados por todo o Estado de São Paulo firmaram Termo Aditivo Emergencial à Convenção Coletiva de Trabalho, regulando as relações trabalhistas durante este período específico em que a atividade empresarial foi severamente atingida.

Os Termos Aditivos Emergenciais à Convenção Coletiva de Trabalho preveem medidas como:
  • teletrabalho (home office) com concessão de auxílio de R$ 100,00 mensais para pagamento de internet/energia elétrica e suspensão de vale-refeição e vale-transporte durante o período
  • concessão de férias de forma simplificada, antecipada e com pagamento parcelado
  • banco de horas negativo para compensação após o retorno da atividade regular nas empresas
  • redução de jornada de trabalho e redução de salário, de até 25%, com garantia do emprego durante a vigência do acordo e/ou indenização.

Publicar um comentário

0 Comentários