SP suspende cobrança de água para 506 mil famílias carentes por 90 dias


Por causa do impacto do coronavírus na economia popular, a medida atenderá imóveis inscritos na tarifa social

O Governador João Doria anunciou nesta quinta-feira, 19 de março, que a Sabesp suspenderá a cobrança da tarifa social de água para 506 mil famílias carentes em todo o Estado. A medida, que vale a partir de 1º de abril, tem o objetivo de combater o impacto econômico do coronavírus na economia popular.

“São as famílias de menor renda, as mais prejudicadas pela crise econômica. Esta tarifa não será cobrada em abril, maio e junho, exatamente das famílias mais vulneráveis no Estado de São Paulo”, disse Doria.

A Tarifa Social Residencial é destinada a residências unifamiliares, desempregados, habitações coletivas ou remoção de área de risco que atendam aos critérios definidos pelo comunicado tarifário.

Para usufruir do benefício, o cliente atende a uma série de critérios:

  • Possuir renda familiar de até três salários mínimos
  • Morar em habitação subnormal com área útil de até 60 m²
  • Consumo de energia de até 170 kWh mensais
  • Não haver débitos para o imóvel
  • Comprovar o enquadramento na tarifa social a cada 24 meses
  • Consumo máximo de 15 m³
  • Demissão que não tenha ocorrido por justa causa.

Publicar um comentário

0 Comentários