Confira 7 curiosidades gastronômicas

A Chef Bianca Folla. Foto - Divulgação


Culinária também é cultura e é sempre interessante aprender sobre as origens de alguns pratos que fazem parte do nosso cardápio, não é mesmo? Por isso, a Chef Bianca Folla selecionou 7 pratos e suas curiosas histórias para você ter muito o que falar na próxima ida ao restaurante.


Formada em Direito pela PUC/ SP e Gastronomia no SENAC/SP, a Personal Chef Bianca Folla atua na área desde 2005 e seu currículo é recheado de muitos cursos e concursos no Brasil e exterior. Além disso, participou e venceu o Reality Show A Batalha do Food Truck no GNT. Confira abaixo, e tente não ficar com água na boca.

Batata frita


O nome em inglês, french fries (batatas francesas), não passa de uma pegadinha, já que nossa deliciosa batata frita de todo dia é uma invenção maravilhosa que veio diretamente da Bélgica.

Segundo dizem, desde o século 17 era comum na região do Rio Meuse pescar pequenos peixes e fritá-los. Porém, durante o inverno, quando o rio congelava, os belgas cortavam batatas em forma de peixinhos e as jogavam na gordura.

Durante a Primeira Grande Guerra, os soldados americanos que passaram pelo país provaram a iguaria e deram o nome de 'francês', que era a língua oficial do exército da Bélgica naquela época.

Lasanha


A delícia dos almoços de domingo de várias famílias não é um prato tão italiano assim. Uma receita muito parecida já fazia parte de um livro de receitas escrito pelo cozinheiro mestre do Rei Ricardo II da Inglaterra em meados do século 14. Mas existem ainda aqueles que defendem que a lasanha é mais antiga e teria origem na Grécia Antiga.

No entanto, a grande diferença dessas lasanhas antigas e a versão atual é a presença do molho de tomate, que só passou a ser consumido na Europa após o descobrimento da América em 1492.

Croissant


Não há nada mais parisiense do que vestir roupas listradas e comer um croissant no café da manhã, não é mesmo? Na verdade, mais ou menos. O pão de massa folhada não é francês. Seu nome é kipferl e foi criado no século 13 por padeiros da cidade de Viena, na Áustria. Porém, Maria Antonieta, que era austríaca, foi quem popularizou o pãozinho na França a partir de 1770 quando se casou com então futuro rei Luís XV.

Pizza


Todo mundo sabe que a pizza é um prato italiano. É, mas não é. A pizza como conhecemos atualmente surgiu no século 16, em Nápoles. No entanto, muito antes os egípcios e gregos da Antiguidade também já faziam lanchinhos que se pareciam muito com a pizza e há 5 mil anos, babilônios e hebreus também já levavam ao forno a massa com farinha e água.

Na Idade Média o prato chegou na Itália, onde foi aperfeiçoado e recebeu o ingrediente recém descoberto nas Américas: o tomate.

Acarajé


O acarajé, símbolo da gastronomia e cultura baiana, tem origem no continente africano e se trata de um prato sagrado, feito como oferenda para os orixás. Trata-se de um bolinho, feito com feijão-fradinho, cebola e sal e frito em azeite-de-dendê, derivado do àkarà da África Ocidental que, por sua vez, deriva do falafel árabe que chegou à África no século VII.

Feijoada


Você sempre ouviu falar que a feijoada, o prato mais brasileiros de todos, é uma receita típica dos escravos, não é mesmo? Mas não é bem assim a história.

A elite dos colonos portugueses era no norte e trouxeram o cozido para o Brasil. Lá, a prática de cozinhar carne de porco com feijão branco é comum desde os anos 700. Porém aqui, os portugueses descobriram o sabor do feijão preto, criando a feijoada brasileira.

Já a criação da feijoada que comemos hoje, com laranja, farofa, arroz, couve e torresmos, é do restaurante carioca G.Lobo, que ficava no centro do Rio de Janeiro e fundado no final do século XIX.

Bife à parmegiana ou filé à parmegiana


Outro prato muito popular no Brasil, o bife frito, empanado com farinha de trigo e ovos, coberto com queijo do tipo parmesão e bastante molho de tomate e condimentos como orégano, é considerado por muito uma receita italiana.

O nome parmegiana parece derivar do italiano parmigiana, que significa aquilo ou aquele que vem de Parma, na Itália. E esse nome se deve ao queijo utilizado em sua preparação, o queijo parmesão. No entanto, apesar do nome, o bife à parmegiana não existe em Parma. Ele foi inventado pelos paulistas que tiveram uma forte influência da cultura italiana.

Publicar um comentário

0 Comentários