Crise aquece a busca pelos serviços do Sebrae


O site da Instituição registrou 7,3 milhões de consultas de 4,5 milhões de usuários distintos

A pandemia do novo Coronavírus desencadeou uma crise econômica sem precedentes em todo o mundo. No Brasil, com quase 17 milhões de pequenos e médios negócios distribuídos entre os mais diversos segmentos, o Sebrae tem reforçado seu papel de ser incentivador do empreendedorismo. Dados de um estudo recente feito pela Instituição, revelam que, de janeiro a abril, mais de 1,4 milhões de pessoas físicas e jurídicas receberam atendimento especializado para saber como lidar com a crise. O levantamento aponta que houve 195 mil atendimentos a mais, em relação ao mesmo período do ano anterior.

Somente no mês de abril deste ano, mais de 450 mil donos de micro e pequenos negócios buscaram ajuda junto ao corpo técnico do Sebrae para esclarecer suas dúvidas. O número de sessões ativas de usuários cadastrados no portal do Sebrae também aumentou 150% em relação ao mês de a fevereiro, pré-pandemia. O site do Sebrae registrou 7,3 milhões de consultas de 4,5 milhões de usuários distintos.

Desde o início da crise do Covid-19, o Sebrae tomou medidas urgentes para orientar os empreendedores do país. Entre elas está a oferta gratuita de cursos online no portal da Instituição. Esses conteúdos registraram um aumento de 106%, comparado ao período de janeiro a abril do ano anterior. Em abril deste ano, 122 mil usuários realizaram algum curso EAD, em abril de 2019, foram registradas 35 mil matrículas. As aulas mais procuradas são as de Gestão Financeira, Marketing Digital e Técnicas de Como Vender pela Internet.

Outra iniciativa que tem revelado forte crescimento é a página exclusiva com conteúdo voltado para a crise do Coronavírus. Neste ambiente está disponível para os empreendedores o canal Fale Com o Sebrae, plataforma de atendimento via chat e e-mail, que apontou aumento de 118% no quadrimestre, em relação a 2019. Para se ter ideia, em abril deste ano foram mais de 18 mil atendimentos, contra 2.285 no mesmo mês do ano passado. Além disso, o portal traz conteúdos sobre as medidas do governo federal, legislação, acesso à crédito, orientações por segmento de atuação e cases de sucesso.

O gerente de relacionamento com o cliente do Sebrae, Ênio Pinto, acredita que os números positivos são frutos do esforço que a Instituição tem feito desde a chegada do vírus ao país. “Nós reformulamos a dinâmica de atendimento para que os empreendedores, nossos clientes, pudessem ter na interface online a mesma qualidade do atendimento presencial. Esses números também revelam a confiança dos pequenos negócios no Sebrae, por isso temos o desafio de continuar a corresponder essa expectativa, trazendo inovação e solução para os donos de pequenos negócios”, afirma.

Publicar um comentário

0 Comentários