Pesquisa sobre impactos da pandemia na vida dos jovens tem apoio do Governo SP


Iniciativa do Conselho Nacional da Juventude busca mobilizar jovens de todas as regiões do País para saber como enfrentam o momento atual

O Governo do Estado de São Paulo, por meio da Coordenadoria da Juventude, vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Regional, está apoiando o Conselho Nacional da Juventude (CONJUVE) na realização da pesquisa “Juventudes e a Pandemia do Coronavírus (Covid-19)”. Desde o dia 15 de maio, jovens de 15 a 29 anos de todo o país participaram da iniciativa.

“O Governo do Estado está comprometido em acompanhar de perto como os jovens paulistas têm confrontado este momento de tantas mudanças; sabemos que há muitas dificuldades e a nossa colaboração será mapear as situações diárias enfrentadas pelos jovens e realizar ações para ajudá-los”, afirma o Secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi.

Promovida pelo CONJUVE, em parceria com as organizações Em Movimento, Visão Mundial, Fundação Roberto Marinho, Mapa Educação, Porvir, Rede Conhecimento Social e UNESCO, a pesquisa tem como objetivo compreender como jovens de regiões e realidades sociais diferentes têm enfrentado a Pandemia e como eles veem as consequências em suas vidas e na sociedade.

“Esta pesquisa também é importante para a Coordenadoria Estadual da Juventude compreender o pensamento e a realidade dos jovens paulistas durante o enfrentamento da pandemia. Temos apoiado as ações da CONJUVE e continuaremos trabalhando juntos em prol dos nossos jovens”, diz o Coordenador Estadual da Juventude, Luiz Oliveira.

O questionário que instiga os jovens a relatarem como se sentem em relação às medidas de saúde e contenção do vírus, seus efeitos na educação, saúde, trabalho, renda e informação, é composto por 47 perguntas e foi elaborado por um grupo de 20 jovens de diferentes regiões e realidades. Além disso, foi criado um Comitê Técnico com especialistas em juventude, pesquisa, comunicação e mobilização.

"O contexto atual tem forte influência no processo de desenvolvimento da população jovem no Brasil. Para o enfrentamento aos desafios impostos pelo coronavírus será fundamental a construção de soluções que sejam baseadas em evidências, sustentadas por um processo de diálogo e articulação social, garantindo que as vozes das juventudes de diferentes regiões e realidades sejam ouvidas e amplificadas”, conclui Marcus Barão, vice-presidente do Conselho Nacional da Juventude. O questionário ficará disponível até 31 de maio (clique aqui) e a divulgação dos resultados está prevista para ocorrer no início de junho.

Publicar um comentário

0 Comentários