Programa da Prefeitura irá apoiar e acelerar negócios das periferias da capital


Programa de apoio às iniciativas de jovens da periferia selecionará 24 projetos para aceleração e mentorias

O prazo para inscrições para a aceleração do Programa Vai Tec termina na próxima terça-feira, 30 de junho. Em sua quinta edição, a iniciativa da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Trabalho irá apoiar e desenvolver 24 projetos das regiões mais vulneráveis da cidade. Os escolhidos receberão aporte financeiro de R$ 34.200,00, além de capacitações, mentorias com especialistas e acesso à rede de contatos.

O Vai Tec é uma iniciativa da Ade Sampa, agência vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico. O programa tem como objetivo apoiar jovens que querem empreender com tecnologia nas periferias, desde a viabilização da ideia até a sustentabilidade do negócio. A presença do Vai Tec nesses lugares é uma forma de incluir as periferias da cidade no ecossistema de empreendedorismo e inovação, com uma metodologia que facilita o acesso do público ao conhecimento necessário para desenvolver negócios locais.

Serão selecionadas 48 iniciativas, que deverão apresentar os seus pitchs de até cinco minutos para a comissão de avaliação da Ade Sampa, que indicará 24 para receber o apoio da Prefeitura. Para receber a aceleração, o negócio precisa ser inovador, ter viabilidade técnica e econômica para execução, além de apresentar potencial para se desenvolver. Os jovens aprenderão a desenvolver seus negócios de forma sustentável por meio de acompanhamento individual e orientação por metas e métricas. Os escolhidos terão direito ao recurso financeiro que abre a possibilidade de dedicação exclusiva ao empreendimento.

A metodologia utilizada pelo Vai Tec acompanha a evolução de cada projeto, ajudando em seu desenvolvimento e crescimento com assessorias personalizadas de acordo com a necessidade do seu empreendimento. Além disso, são realizados encontros interativos para formação da rede de contatos e acesso a eventos e recursos de parceiros do programa. A etapa tem duração de oito meses e os responsáveis pelos projetos escolhidos serão capacitados em gestão, pesquisas de mercado, gerenciamento de equipes, marketing e tecnologias.

Na quarta edição, 225 jovens tiveram interesse em participar do programa e ter seus negócios acelerados. Destes 51% são mulheres, 35% têm entre 20 e 29 anos, 48% têm ensino superior completo e 33% médio. Do total, 58% conta com fonte de renda própria e 34% dos candidatos possuem renda de R$ 998 a R$ 1.996. O maior número de candidatos está na região de M’Boi Mirim, região sul da capital. 12% dos candidatos residem no distrito, seguido por 11% no Campo Limpo, e 7% em Capela do Socorro, Guaianases e Itaquera, respectivamente.

Podem se inscrever no edital pessoas físicas organizadas em equipes de no mínimo dois membros, maiores de 18 anos e residentes nos distritos de Parelheiros, Capela do Socorro, M’Boi Mirim, Campo Limpo, Cidade Ademar, Casa Verde, Cachoeirinha, Freguesia do Ó, Brasilândia, Perus, Pirituba, Jaraguá, Santana, Jaçanã, Tremembé, Vila Maria, São Miguel Paulista, Ermelino Matarazzo, Itaim Paulista, São Mateus, Guaianases, Cidade Tiradentes, Itaquera, Vila Prudente, Penha, Sapopemba, Barra Funda, Butantã, Jaguaré, Raposo Tavares e Rio Pequeno.

As inscrições podem ser feitas pelo site da Ade Sampa, até 30 de junho, aqui.

Publicar um comentário

0 Comentários