Governo de SP distribui 5 mil kits para população em extrema vulnerabilidade


A iniciativa faz parte da campanha “Inverno Solidário” que está beneficiando pessoas em situação de rua no Estado

A Secretaria de Desenvolvimento Social do Estado de São Paulo, em parceria com o Fundo Social, Defesa Civil e Polícia Militar, distribuíram, na sexta-feira, 10 de julho, 5 mil kits para pessoas em extrema vulnerabilidade, visando assegurar a proteção socioassistencial, sanitária, instrutiva e alimentar da população em situação de rua.

Os locais escolhidos foram a Tenda Franciscana, no Largo São Francisco, na região central da capital paulista, desenvolvida pelo SEFRAS (Serviço Franciscano de Solidariedade) para o combate à pandemia da Covid-19, e a Comunidade Viaduto, situado nas proximidades da Avenida Alcântara Machado e Rua Piratininga, também na região central da capital.

“Para estender, nestes poucos mais de 100 dias, ações e programas de proteção social àqueles que mais necessitam. Nesta iniciativa de hoje, vários locais pela capital integram o mapa de apoio técnico e humanitário.”, explicou Célia Parnes, Secretária de Desenvolvimento Social do Estado de São Paulo.

A composição dos kits foi planejada com o intuito de atender pontual e integralmente a população em situação de rua, fornecendo itens de higiene, de segurança sanitária e alimentar, de equipamentos de prevenção ao coronavírus e de materiais de instrução dos locais de assistência social com os horários de funcionamento. Os kits podem conter frasco de álcool gel, sabonetes, máscaras de pano, cobertor, água mineral e um manual com orientações dos serviços de atendimento da assistência social.

De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde), a pandemia da Covid-19 vai trazer sérias consequências socioeconômicas à América do Sul e a recomendação é que o poder público implemente medidas de bem-estar social, como a garantia da alimentação e de outros itens essenciais durante a crise.

“Seguindo as recomendações dos órgãos de saúde e da ciência, o Governo do Estado de São Paulo continuará dando o exemplo de rapidez e assertividade na formulação de política públicas abrangentes à população em situação de rua e em extrema vulnerabilidade social”, finaliza Célia Parnes.

Durante a pandemia do coronavírus, o Governo do Estado de São Paulo já anunciou uma série de medidas de proteção à população em situação de rua. Entre elas estão a ampliação no atendimento da rede Bom Prato que passou a ofertar jantares, servindo três refeições diárias - funcionando inclusive aos finais de semana e feriados; além da gratuidade nas refeições nos restaurantes para as pessoas em situação de rua cadastradas pelos municípios; o anúncio do repasse de R$ 500 mil e a doação de mil mobiliários para a implantação de alojamentos provisórios a campanha Inverno Solidário do Fundo Social de São Paulo; a instalação pela Sabesp de 170 lavatórios públicos em todo o Estado; o mutirão para emissão de RG de pessoas em situação de rua pela Secretaria de Segurança Pública; entre outros.

Publicar um comentário

0 Comentários