Primavera: conheça os alimentos da estação e seus benefícios

Foto - Divulgação

Nutricionista sugere cardápio saudável composto pelos alimentos da época

A estação mais colorida do ano chegou, e com ela as frutas, legumes e verduras da época. Os alimentos sazonais além de estarem mais frescos e com maior qualidade, podem ser encontrados em abundância e a preços mais atrativos.

Para aproveitar essa variedade, fazer uma refeição colorida e saborosa, a nutricionista Cintya Bassi do São Cristóvão Saúde, sugere um cardápio e fala sobre os benefícios dos alimentos comuns na Primavera. Primeiro vamos conhecer as frutas, legumes e verduras da estação:

  • Frutas - abacaxi pérola, acerola, banana-nanica e prata, caju, jabuticaba, kiwi, laranja lima, pera, maçã fugi e gala, mamão, manga, maracujá, melão, mexerica, morango, pêssego e tangerina.
  • Legumes - abóbora, abobrinha brasileira, alcachofra, batata-doce, beterraba, ervilha torta.
  • Verduras - almeirão, aspargos, brócolis, chicória, couve, couve-flor, endívias, erva-doce, escarola, espinafre, mostarda, nabo e rabanete.

De maneira geral, as frutas, verduras e legumes, são peças fundamentais quando se fala de alimentação saudável, pois são alimentos que fornecem vitaminas e minerais como potássio, zinco, cálcio e magnésio. Além disso, esses alimentos também são fontes de diferentes tipos de fibras que ajudam a reduzir o colesterol ruim e a glicemia, equilibrando o funcionamento intestinal e aumentando a saciedade. Esses alimentos possuem substâncias antioxidantes como os flavonoides, que são nutrientes importantes para a proteção das células e que combatem a ação dos radicais livres.

“Cada alimento também possui nutrientes e benefícios específicos, por exemplo, o abacaxi possui uma enzima conhecida como bromelina que auxilia na digestão, assim como a enzima papaína presente no mamão; já o brócolis, possui luteína e zeaxantina, que auxiliam na manutenção da visão; a abóbora, é rica em carotenoides; o espinafre possui luteína; e frutas como laranja, kiwi e morango são ricas em vitamina C, que além de antioxidante é um fortalecedor do sistema imunológico”, explica a nutricionista.

O cardápio de uma dieta deve ser preferencialmente construído de forma individual, levando-se em conta diversos fatores como o objetivo, hábitos alimentares, estrutura física, sexo, entre outros fatores.

“Da mesma forma é necessário ter cuidado com o jejum, ele pode ser uma boa opção para dieta, mas não em todos os casos e para qualquer pessoa, por isso, é sempre necessário avaliar individualmente. Mas o que funciona para todos os organismos é uma dieta saudável, baseada em alimentos diversificados e com grande quantidade de nutrientes que é o exemplo que deixo abaixo”:

Café da manhã
1 copo de suco de laranja
1 fatia de pão integral com geleia sem açúcar

Lanche da Manhã
2 fatias de abacaxi ou 1/2 xícara de frutas desidratadas sem açúcar

Almoço
Salada de folhas verdes (almeirão, mostarda, chicória, couve) com cebola, tomate cereja e ovos de codorna
Peixe ao forno
Arroz integral
Lentilha
Brócolis ao forno

Lanche da tarde
Iogurte grego com 1 colher de chá de aveia

Jantar
Salada de palmito, escarola e rabanete
Filé de frango grelhado com molho de limão
Batata doce assada com alecrim
Espinafre refogado
Arroz integral
Feijão

Publicar um comentário

0 Comentários