Últimas

6/recent/ticker-posts

Imposto de Renda Solidário: confira cinco mitos e verdades


Até 30 de dezembro contribuintes podem destinar 6% do imposto para instituições sociais

Final do ano é tempo de celebrar e também de realizar ações solidárias. Em momentos como a crise do coronavírus, muitas são as formas que o brasileiro pode doar e ajudar comunidades fortemente afetadas pela pandemia. Uma delas é por meio do Imposto Solidário, no qual, sem gastar um centavo a mais, os contribuintes podem destinar até 6% do seu IR para instituições sociais.

Desta forma, o dinheiro, que já seria destinado ao governo de qualquer maneira, pode ser destinado para diversas causas e projetos sociais. “A grande vantagem é que ao escolher apoiar projetos sociais, a população contribui para instituições que estão necessitando muito, localizadas em áreas vulneráveis, e que sobretudo em um ano altamente impactado pela pandemia”, reforça Rodolfo Schneider, gerente de mobilização de recursos do Marista Escolas Sociais.

As doações podem ser feitas por aqueles que optam pelo formulário de modelo completo na hora da declaração, o que permite o abatimento de itens como educação, saúde, previdência privada, entre outros. A simulação pode ser feita calculando o potencial de doação baseada na declaração do ano anterior.

Segundo dados da Receita Federal, mais de 97% das pessoas que têm potencial de doação não fazem essa destinação. “É hora de olharmos para o Imposto de Renda como uma ferramenta importante na melhoria das principais necessidades da população, e com a destinação de até 6%, o contribuinte tem a oportunidade de saber exatamente como e onde parte do seu recurso está sendo empregado no acompanhamento dos projetos que beneficiam as comunidades mais empobrecidas”, afirma Schneider.

Educação é uma das áreas impactadas

Os projetos disponíveis para receber os recursos via Imposto de Renda são o “Educação - O futuro é para todos”, que beneficia mais de 2 mil crianças, adolescentes e jovens de 0 a 17 anos. A iniciativa oferece educação gratuita em cinco escolas sociais localizadas em áreas de vulnerabilidade social na Zona Leste de São Paulo, Santos e Ribeirão Preto. Além disso, no Estado do Paraná são seis escolas beneficiadas com mais de 2,6 mil alunos, nas cidades de Curitiba, Almirante Tamandaré, Fazenda Rio Grande, Ponta Grossa, Cascavel e Londrina.

As doações podem promover a expansão de laboratórios, espaços maker, projetos de educomunicação, capacitação de educadores, revitalização de espaços e melhorias no acervo das bibliotecas comunitárias. Mais de 40% das famílias atendidas nos locais estão abaixo da linha da pobreza e vivem do trabalho informal, sendo fortemente atingidas pela pandemia do coronavírus. Confira abaixo cinco mitos e verdades sobre a doação do Imposto de Renda Solidário:

1 - Você não gasta nenhum centavo a mais

Verdade. A doação do imposto de renda para ONGs e instituições sai do percentual que já seria pago de qualquer forma à Receita Federal. Ou seja: Tenha imposto a pagar ou a restituir você não gasta nada a mais e ainda contribui para projetos transformadores e com alto impacto social em comunidades empobrecidas.

2 - Doar é muito complicado

Mito. Com a intenção de explicar o passo a passo para efetuar uma doação via imposto de renda, o Marista Escolas Sociais, que atende mais de 7 mil crianças, adolescentes e jovens em 20 Escolas e Unidades Sociais nos Estados de São Paulo, Paraná e Santa Catarina, preparou uma calculadora para mostrar qual é o potencial de doação de cada contribuinte. Para acessar, a pessoa deve ter o recibo da sua última declaração para checar o valor do seu imposto devido e acessar o site aqui.

3 - Muitos projetos foram impactados pela pandemia

Verdade. Muitas instituições e projetos sociais inscritos estão nas áreas mais vulneráveis, as mais atingidas pela pandemia. As doações podem impactar e contribuir diretamente com os projetos.

4 - Poucas pessoas destinam o IR solidário no Brasil

Verdade. Segundo dados da Receita Federal menos de 3% das pessoas que poderiam fazer a doação do seu IR destinam o valor para as instituições sociais.

5 - É possível acompanhar o projeto que recebeu a doação

Verdade. Na hora de destinar o valor, você pode escolher uma instituição que conhece e confia. Não é somente uma participação financeira, trata-se de uma contribuição efetiva e cidadã.

Publicar um comentário

0 Comentários