Últimas

6/recent/ticker-posts

Davi Borges: brasileiro é referência na fotografia mundial

Foto - Divulgação

Com 12 anos de carreira, Davi Borges é um profissional que tem muita história para contar. Pelas suas lentes já passaram quase 4 mil mulheres de diferentes estilos, personalidades e nacionalidades

Desde 2009, Davi Borges trabalha com fotografia. Após 12 anos de carreira, o fotógrafo brasileiro é uma das maiores referências na área, principalmente pelo jeito valioso que retrata mulheres lindas pelo mundo afora.

Nesse período, ele já fotografou quase 4 mil modelos e artistas de vários países. Suas imagens fizeram tanto sucesso que ele conta ter publicações espalhadas pelo mundo todo: “já fiz capa de revistas como a Playboy de muitos lugares diferentes, como a Espanha, México, Itália e Portugal, por exemplo. Além daquelas impressas no papel, também tenho fotos que fazem parte de diversas revistas digitais. Hoje não sei o número exato, mas já são quase 4 mil mulheres fotografadas por mim”, detalha.

Foto - Davi Borges

Entusiasmado, ele lembra o início de tudo: “a primeira de todas foi a Bella Falconi, na época em que os ensaios que fazia tinham o fitness como tema. No mesmo período, por exemplo, eu já fazia as fotos da Gracyanne Barbosa também”, recorda.

Com o nome consagrado no mercado, ele recebe modelos de diversos países para posarem para suas câmeras: “já tive situações de ucranianas, alemãs e russas virem para o Brasil só para fotografarem comigo. Inclusive a pessoa teve até que contratar um intérprete para vir na hora do ensaio para poder conversar comigo”, lembra.

Foto - Davi Borges

Profundo conhecedor de mulheres de estilos totalmente diferentes, seja por suas personalidades ou simplesmente por serem de tantas nacionalidades, ele faz uma comparação entre as brasileiras e as demais do restante do mundo: “as brasileiras são mais quentes, se soltam mais, enfim, são mais desinibidas. Já as estrangeiras são mais reservadas. Como eu faço a maioria dos trabalhos envolvendo a sensualidade, elas no primeiro momento têm um comportamento mais recatado, enfim demoram um pouco mais para criar essa relação e terem mais intimidade. As latinas, de modo geral, costumam ser bem mais calorosas”, destaca.

De tantas mulheres que passaram pelas suas lentes, com carinho ele recorda daquelas que mais vezes posaram para seu trabalho: “A Viviane Bordin, por exemplo, foi uma das que mais fotografei. Além dela, a Gracyanne Barbosa e a Aline Riscado também foram várias vezes fotografadas por mim”, recorda.

Foto - Davi Borges

Registrando mulheres de diferentes nacionalidades, ele guarda um carinho por todos os lugares que já viajou a trabalho. Mas, dentre eles, Paris é aquela que tem um lugar especial no coração de Davi Borges: “fiquei impressionado com a luz daquele lugar, tanto que para mim foi o melhor lugar que já fui para fotografar”, define.

Publicar um comentário

0 Comentários