Últimas

6/recent/ticker-posts

Ouro é utilizado na fabricação de cachaça brasileira

Foto - Divulgação

Leandro Dias teve a ideia de criar uma cachaça com flocos de ouro em 2012, quando teve contato com bebidas alcoólicas produzidas com ouro puro no Canadá

A utilização de ouro na gastronomia de luxo data da época do apogeu do império egípcio. Nesse período pouco se sabia sobre, apenas acreditava-se que sua ingestão traria poder, longevidade e, até mesmo, vida eterna. Hoje, com o avanço tecnológico na área de pesquisas, a medicina atesta que a ingestão de ouro puro faz muito bem à saúde.

“O ouro puro, sem qualquer outro metal, não agride o corpo humano e é facilmente digerido no organismo, sendo reconhecido pelo seu efeito direto sobre as atividades do coração, auxiliando na circulação sanguínea. Portanto, de acordo com vários estudos, pode beneficiar o rejuvenescimento lento dos órgãos, especialmente do cérebro”, explica Leandro Dias, criador da Middas Cachaça, única cachaça no mundo com ouro.

A ideia de criar uma cachaça com flocos de ouro surgiu em 2012, quando o empreendedor estava no Canadá e conheceu as bebidas alcoólicas produzidas com ouro puro. "Fiquei um ano estudando tudo sobre o mercado de luxo para bebidas destiladas e resolvi utilizar uma bebida tipicamente brasileira que, até então, nuca havia recebido ouro em sua receita: a cachaça", afirma Dias.

Em 2014, então, foi lançada a Middas Cachaça, produzida com uma cachaça de dois anos, armazenada em tonel de madeira de amendoim do campo; e uma outra armazenada em aço inoxidável, levando ouro com qualidade de pureza atestada pela União Europeia. O nome da bebida foi inspirado no rei mitológico que transformava em ouro tudo o que tocava. "Nosso objetivo é mostrar que uma bebida tipicamente brasileira e tradicional pode ser consumida de uma maneira totalmente diferente”, finaliza o empreendedor.

Enviar um comentário

0 Comentários