Últimas

6/recent/ticker-posts

Manu Gavassi lança sub.ver.si.va em videoclipe com orquestra e muita coreografia


Música faz parte do novo projeto que será lançado em novembro

Manu Gavassi, uma das artistas mais completas da atualidade, está de volta com o lançamento de ‘sub.ver.si.va’, canção que faz parte do quarto álbum da cantora que será lançado em novembro. A canção, que já está disponível em todos os aplicativos de música, ganhou sua letra em um momento íntimo de Manu entre amigos:

“Em ‘Eu nunca fui tão sozinha assim’ mostra onde eu estava mentalmente quando comecei a compor esse álbum, mas ‘subversiva’, desde sempre, foi a minha escolha pra primeiro single. Um belo dia, jantando com meus melhores amigos, fui pesquisar o significado de subversiva no dicionário. Essa palavra que andava me perseguindo e que poucas vezes usei, e olha que gosto de palavras. Enfim, existia uma (mais de uma) taça de vinho envolvida nessa procura no dicionário, e 10 minutos depois tinha aberto meu e-mail em uma base musical feita por Lucas Silveira que chamava "fase aquática do Sonic" (se você reparar bem parece uma fase aquática do Sonic) e escrito uma música pop chiclete de brincadeira que acabou virando minha queridinha. Essa é a história de sub.ver.si.va”, conta Manu.

O videoclipe, que tem a marca Vogue Eyewear como patrocinadora, foi todo filmado em película 35 mm (formato usado nas primeiras experiências de cinema) que, diferente da versão digital, tem uma cópia única, tornando o processo ainda mais ousado.

“A decisão de gravar nesse formato fez todo sentido pra estética que eu queria, pro início de uma nova era, e tudo fará sentido mais pra frente (risos). É um desafio muito grande porque a gente optou por não ter a versão digital, só realmente gravamos em filme, e é uma coisa muito ousada de se fazer, mas o resultado ficou exatamente como eu queria; orgânico e com muita naturalidade no material, além do desafio de fazer vários planos sequencias. Acho que tudo nesse clipe ficou muito verdadeiro e filmar nesse formato me fez querer voltar pro básico, da alma de clipes pop que eu gostava antigamente, quando tudo era mais simples, verdadeiro e divertido", comenta Manu.

Nas imagens gravadas no Real Gabinete Português de Leitura, tradicional biblioteca localizada no centro do Rio de Janeiro, Manu aparece coreografando ao lado de quatro bailarinos, e após a queda de uma cortina, são reveladas as grandiosas estantes de livros em meio a uma orquestra comandada pelo maestro Lucas Lima. Para completar o time de músicos, Lucas Silveira aparece na guitarra, DJ Larinhx e Davidson Ilarindo na bateria. Carimbando mais uma direção, Manu Gavassi, ao lado de Gabriel Dietrich, mostra que seu lado criativo vai muito além:

Foto - Gabriela Schmdt

“Existe um motivo pra produção musical da versão do clipe (orquestrada por Lucas Lima) ser diferente da versão original. Existe um motivo pra ser em uma biblioteca. Existe um motivo pra cena final. Mas se eu contar perde totalmente a graça e não seria eu. Risos”, declara a artista.

No final de agosto, Manu deu início à divulgação do novo projeto e, lançou junto com uma carta aberta ao público, a música “Eu nunca fui tão sozinha assim”: “por muito tempo fiquei com medo do que seria meu próximo álbum. Medo do que eu escrevia. Medo do que eu tinha pra falar. Medo de parecer ingrata demais no momento mais feliz da minha carreira, mas mais estranho do mundo. E aí lembrei de todas as vezes que ouvir meus medos fez sentido… Um surpreendente total de zero vezes. Eu não sei dar nada que não seja visceral, nada que não seja completamente sincero. E foi por isso que escolhi “Eu nunca fui tão sozinha assim” pra começar a contar essa história. Porque foi exatamente assim que ela começou, cercada de expectativa e olhares sorridentes, mas com uma solidão irreparável. Mas não mais... Espero que vocês se divirtam dançando com meu primeiro novo desabafo. Com amor, Manu”.

Manu Gavassi fez história após gravar 130 vídeos antes de entrar em um reality show e isso se tornou referência em todo Brasil dentro da publicidade, com o lançamento de “Deve ser horrível dormir sem mim”, música com participação de Gloria Groove, ela entrou para a parada global, ficou em 4º lugar no ranking da Social 50 da Billboard, parada que mede o engajamento dos artistas do mundo inteiro nas redes sociais e se tornou uma das artistas mais procuradas entre as marcas pelo diferencial de, não só estampar seu rosto, mas também atuar como diretora criativa das campanhas que trabalha.

Confira abaixo ao clipe de sub.ver.si.va:

Enviar um comentário

0 Comentários