Últimas

6/recent/ticker-posts

Estudantes de 9 a 11 anos são vacinados com Coronavac em Escola Estadual

´
Uso do imunizante foi liberado pela Anvisa

"É só uma picadinha", foi assim que a primeira criança a receber uma dose da Coronavac descreveu a imunização. Caetano de Jesus Martins Moreira Graça, de 9 anos, é estudante da Escola Estadual Brigadeiro Faria Lima, na capital, e foi vacinado na própria unidade.

O Governador João Doria e o Secretário Estadual da Educação Rossieli Soares, acompanharam a ação nesta quinta-feira, dia 20, que ocorreu horas após a liberação da (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para o uso da vacina do Butantan em crianças e adolescentes de 6 a 17 anos.

"É mais um momento histórico em defesa da ciência e da vida este início da vacinação com a Coronavac, a vacina do Butantan, de crianças de seis a 11 anos”, afirmou João Doria. “Quero cumprimentar e agradecer à Anvisa pela postura em defesa da vida, da existência e do direito dos brasileiros de optarem pela vacina para sua proteção e de seus filhos”, acrescentou.

Além de Caetano, outros 99 alunos da unidade também devem ser imunizados. Camila Pastore, 10 anos, foi a segunda e contou que estava ansiosa, mas teve um apoio especial: o próprio Governador. "Na hora não doeu nada, foi legal. Gostei do Governador João Doria, ele é legal", conta.

O Instituto Butantan tem 15 milhões de doses da vacina prontas, disponíveis, refrigeradas para iniciar a imunização. Desse total, 12 milhões foram reservadas pelo Governo do Estado para aplicação em crianças. O esquema vacinal para as crianças que tomarem a Coronavac será o mesmo do recomendado para os adultos: duas doses aplicadas em um intervalo de 28 dias.

“A nossa expectativa é que todas as crianças e adolescentes estejam vacinados até março. Esta ação na EE Brigadeiro Faria Lima é o pontapé inicial do que vamos realizar em todo o Estado. Nossas escolas da rede estadual estão à disposição das prefeituras para mutirões e assim ampliar o alcance da vacina”, explica Rossieli Soares.

Linha do tempo

Desde o início da pandemia, o Governo de São Paulo e a Secretaria da Educação do Estado vêm se empenhando para promover o avanço na retomada das atividades presenciais nas escolas de forma segura e assertiva. Em 10 de abril começou a vacinação prioritária dos profissionais da educação. No dia 02 de agosto foi dado início ao segundo semestre letivo presencial. A imunização dos adolescentes de 12 a 17 anos começou em 18 de agosto.

Em outubro é anunciado o retorno total dos estudantes, com presença obrigatória em sala de aula, que antecede o último avanço nessa escalada para a retomada das atividades presenciais na educação: o retorno, sem revezamento, de todos os estudantes. No Hospital das Clínicas, em São Paulo, no dia 14 de janeiro de 2022, a primeira criança no Brasil é vacinada: Davi Seremramiwe Xavante, 8 anos.

Enviar um comentário

0 Comentários