Últimas

6/recent/ticker-posts

Inverno é estação ideal para realização de cirurgias plásticas


Baixas temperaturas e menor exposição solar tornam o inverno o momento perfeito para realizar procedimentos estéticos, pois essas características comuns da estação tornam a recuperação mais tranquila e diminuem a chance de complicações

O momento ideal para realizar uma cirurgia plástica varia muito de pessoa para pessoa, já que depende de uma série de fatores, incluindo condições de saúde, estabilidade financeira e disponibilidade para internação e repouso pós-operatório. Mas os meses de junho, julho e agosto, quando estamos passando pelo inverno no Brasil, parecem ser os favoritos para a realização de procedimentos estéticos entre os aficionados por cirurgias plásticas.

“Isso porque, durante o inverno, a exposição solar é menos frequente e os índices de radiação ultravioleta diminuem, o que reduz o risco de complicações como manchas e o escurecimento das cicatrizes no período pós-operatório”, explica o cirurgião plástico Dr. Paolo Rubez, membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

De acordo com o médico, outra vantagem da realização de cirurgias plásticas no inverno é a minimização do inchaço e a otimização do tempo de recuperação graças ao clima ameno da estação. “O calor pode favorecer o aparecimento de um inchaço maior no período pós-operatório, o que pode causar incômodo ao paciente, principalmente para aqueles que já possuem uma tendência natural à retenção de líquidos. Já o clima frio reduz a resposta inflamatória do organismo, o que, além de diminuir o edema, reduz o desconforto na região da cirurgia”, destaca o especialista.

Porém, é importante lembrar que devemos ingerir grande quantidade de água mesmo durante o clima frio, quando a grande maioria de nós tende a diminuir o consumo de líquidos, pois a água é fundamental para ajudar na diminuição do inchaço.

Como se não já fossem vantagens suficientes para optar pela realização de cirurgias plásticas durante o inverno, os dias mais frescos ainda são mais confortáveis para o uso de malhas compressivas, que são necessárias no pós-operatório de algumas cirurgias para ajudar a modelar o corpo e controlar o inchaço após a cirurgia.

“Estando mais confortáveis, os pacientes acabam utilizando as malhas compressivas da forma recomendada, o que garante resultados satisfatórios”, afirma o cirurgião plástico. “A diminuição da sudorese devido ao clima frio também faz com que as trocas de curativos possam ser mais espaçadas, o que contribui para uma melhor cicatrização”.

Além disso, com a realização da cirurgia plástica durante o inverno, quando chegar o verão e as festas de fim de ano, período em que as pessoas desejam mostrar o melhor de si, o paciente já estará recuperado, afinal, toda cirurgia plástica tem um período de recuperação necessário para que o resultado final apareça.

“Porém, é fundamental lembrarmos que, mesmo durante o inverno, é importante evitar a exposição ao sol nos primeiros três meses após a realização do procedimento e aplicar o fotoprotetor diariamente, que deve ter FPS 30, no mínimo, e ser reaplicado a cada duas horas para evitar qualquer malefício à pele causado pela radiação ultravioleta, como manchas e a formação de cicatrizes inestéticas e escurecidas”, finaliza o Dr. Paolo Rubez.

Enviar um comentário

0 Comentários