Últimas

6/recent/ticker-posts

Sesc Belenzinho recebe show de Pepe Bueno & Os Estranhos

Foto - Cris Jatobá

Show de lançamento do álbum Bagunça, conta a participação de Ricardo Vignini, Fabian Famin do Raíces de América, Tata Martinelli, Xando Zupo e Sergio Duarte

Neste sábado, dia 9 de julho, o Sesc Belenzinho recebe Pepe Bueno & Os Estranhos, no lançamento do álbum Bagunça. A apresentação ocorre na Comedoria da unidade, que segue com apresentações em novo formato, com público sentado, e cadeiras e mesas à disposição da plateia.

No novo show, além do repertório de inéditas, o grupo traz referências desde Guilherme Arantes a Rita Lee & Tutti Frutti, passando pelas versões que estão no disco como Agora Eu Sei, gravada por Roberto Carlos em 1972, uma versão em espanhol para Dentadura Postiça, clássico de Raul Seixas, além de psicodelias e rocks de Pepe Bueno, misturados ao blues, com muita brasilidade.

Na apresentação no Sesc Belenzinho, Pepe Bueno (baixo e voz), Xande Saraiva (guitarra e voz), Chico Suman (guitarra e voz), Gabriel Martini / Junior Muelas (bateria), Alberto Sabella (teclado) sobem ao palco acompanhados por convidados especiais como Ricardo Vignini (viola), Sergio Duarte (gaita), Tata Martinelli (voz), Xando Zupo (guitarra), Fernando Ceah (voz) e o vocalista Fabian Famin do grupo Raíces de América.

Sobre o álbum

Foto - Cris Jatobá

O álbum Bagunça, de Pepe Bueno & Os Estranhos, tem produção de Gabriel Martini e Pepe Bueno, gravado no Orra Meu Estúdios e no Área 13 Estúdios, conta com 8 faixas entre autorais e releituras, como pode ser percebido já na primeira faixa do disco, Baião Blues (Pepe Bueno/ Xande Saraiva/Chico Suman) na mistura de rock com baião, seguindo pela faixa título, a balançada Bagunça (Pepe Bueno, Marcio Gonçalves e Vagner Nascimento), e no rock rural Caipira Pira (Pepe Bueno/Cesar de Mercês).

Pepe segue bem eclético no seu novo trabalho, como mostra na faixa autoral Discou, uma mistura de rock com disco music, e nas releituras da balada gravada por Roberto Carlos, Agora Eu Sei (Edson Ribeiro/Helena dos Santos) e Dentadura Postiça de Raul Seixas, esta última cantada em espanhol pelo vocalista do Raíces de América, Fabian Famin, e o rock pesado de Nada eh Concreto (Pepe Bueno/ Fabian Famin), que traz riffs fortes de guitarra.

Finalizando o disco a faixa Coração Devaneio, uma das músicas inéditas do álbum, que teve a letra composta por Xande Saraiva, fala sobre desigualdade social, racismo, fome e realidade brasileira sob o ponto de vista de um violeiro do interior, que não tem muita clareza sobre sua própria ideologia, ao mesmo tempo anda pelo país todo apenas vivendo e cantando.

Ficha técnica
Álbum Bagunça
Pepe Bueno (Baixo e Voz)
Xande Saraiva (Guitarra e Voz)
Chico Suman (Guitarra e Voz)
Rodrigo Hid (Guitarra, Teclado e Voz)
Gabriel Martini e Junior Muelas (bateria)
Alberto Sabella (Teclado)
Convidados
Ricardo Vignini - Viola e Violão em “Coração Devaneio”
Cezar de Merces - Voz e Gaita “Caipira Pira”
Fabian Famin - Vozes em “Nada é Concreto” e “Dientes Falsos”
Tata Martineli - Vozes em “Bagunça”, “Dientes Falsos” e “Agora eu sei”
Fernando Ceah - Voz em “Agora eu sei”
Xando Zupo - Guitarra em “Nada é Concreto”
Victor Hugo - Metais em “Discou” e “Bagunça”
Marcello Schevano - Guitarra em “Discou”
Marcio Gonçalves - Guitarra em “Bagunça”
Vagner Nascimento - Guitarra em “Bagunça”
Diogo Oliveira - Guitarra em “Bagunça”
Produzido por Gabriel Martini e Pepe Bueno
Gravado no Orra Meu Estúdios e AREA 13 Estúdios
Capa assinada por Sandro Saraiva

Serviço
Pepe Bueno & OS Estranhos - LANÇAMENTO do álbum Bagunça
Data - 09 de julho - sábado
Horário - 20h30
Duração - 90 minutos
Local - Sesc Belenzinho - Comedoria
Endereço - Rua Padre Adelino, 1000 - Belenzinho - São Paulo
Capacidade - 160 lugares
Ingressos - R$ 40,00 (inteira), R$ 20,00 (meia) e R$ 12,00 (credencial plena)
Ingressos à venda no portal aqui e nas bilheterias das unidades do Sesc São Paulo
Classificação - 18 anos
Informações 11 2076-9700 e no site aqui

Enviar um comentário

0 Comentários